Nota da direção do sinaerj sobre a mudança da sede da cbtu

A diretoria do Sindicato dos Administradores no Rio de Janeiro – SINAERJ – repudia de forma veemente a decisão da diretoria da Cia Brasileira de Trens Urbanos – CBTU – de transferir todos os empregados lotados na Administração Central, no Rio de Janeiro, para Brasília. Não bastassem as perdas e o sofrimento experimentados no ano de 2020 pela pandemia da Covid-19, os empregados da CBTU receberam como prêmio pelos anos de serviços prestados em favor da população mais pobre uma dose a mais de maldade.
Na malfadada decisão, os empregados, sem que houvesse um mínimo de observação, respeito e consideração por suas condições funcionais e sociais, caso a caso, foram postos num mesmo balaio para serem chutados para Brasília. Muitos desses empregados têm salários que não chegam a R$ 4.000. Como pode um funcionário, com dois ou mais filhos, alguns com filhos especiais, outros com o compromisso de garantirem o sustento de netos e filhos desempregados, pode sustentar a família numa cidade como Brasília, pagando aluguel, escola, remédios e mais despesas com água, luz, entre outras despesas de uma casa? Decisão com este nível de frieza, desconsidera a dignidade da pessoa humana, impõe ao empregado a única opção de ter de se amontoar com a família em alguma comunidade na extrema periferia da Capital Federal, local que a esmagadora maioria desconhece e sequer possui vínculos de família ou amizade, exposto a toda sorte de necessidades, aumentando ainda mais o caos social do país. O quadro se agrava quando o funcionário, por conta desses fatores sócio econômicos, se recusa a se transferir. A solução oferecida pela Cbtu é a demissão “consensual”, que de consenso nada tem. O direito do empregado demitido nessas condições é de 50% da multa do FGTS e 50% dos avisos prévios, ou seja, uma brutal covardia com quem tem anos e mais anos de trabalho. Essa decisão precisa ser revista e aos empregados deve ser dada a oportunidade de cessão a outros órgãos da administração pública federal até que conquistem o direito a se aposentarem, como é o caso dos empregados anistiados.

Rio de Janeiro, Janeiro de 2021

4 comentários

  1. Sou anistiado recebo salário de 3000mil reais. Já obteve perdas salariais pois nós colocaram no início de carreira ,tenho 72 anos de idade com 29 anos de serviço, como não tive direito ao meu final de carreira tenho que continuar trabalhando até ao meus 75anos ou ganhar na justiça minha progressão de nível. Assim é com todos anistiados.

    Curtir

    1. Sou anistiado recebo salário de 3000mil reais. Já obteve perdas salariais pois nós colocaram no início de carreira ,tenho 72 anos de idade com 29 anos de serviço, como não tive direito ao meu final de carreira tenho que continuar trabalhando até ao meus 75anos ou ganhar na justiça minha progressão de nível. Assim é com todos anistiados.

      Curtir

  2. isso e o exmplo de regime podre que ai esta eu mesmo sou peça desse desrespeito ao trabalhador e ser humano. entrei na cbtu em 84 e em 94 esses policos canalhas privatizaram e transferiram para flumitres e em 2008 me demitiram assim como muitos compNhriros e pais de familia essa democracia e so para os politicos coruptos e canalhas.

    Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s